Sua mensagem foi enviada com sucesso. Em breve responderemos.

Fale conosco

Fechar
Início » Notícias » Cidades » Quixadá: Pedra da Galinha Choca tem ato contra estupro coletivo no Rio

Quixadá: Pedra da Galinha Choca tem ato contra estupro coletivo no Rio

faixa2-620A Pedra da Galinha Choca, monólito na cidade de Quixadá e cartão-postal do Ceará, recebeu no domingo (29) um faixa de protesto contra o estupro coletivo sofrido por uma adolescente do Rio de Janeiro no dia 26. A faixa tem escrita a frase “30 filhos do patriarcado”, em referência aos cerca de 30 homens envolvidos no crime.

De acordo com a Polícia Civil de Quixadá, não foram identificados os autores da intervenção, mas afirma que é uma referência direta ao crime ocorrido no Rio de Janeiro que chocou o país. “Sabemos que um grupo de feministas fizeram isso em um ato contra a cultura machista”, diz o inspetor Nogueira.

No Facebook, um grupo de ativistas feministas entitulado “Galinha por El@s” assumiu a autoria do ato.

“Não foram 30 contra uma, foram 30 contra todas! Foi uma intervenção performática, efêmera e reversível: uma faixa de 30 metros de altura foi fixada utilizando os cristais, fissuras e reentrâncias existentes na própria Galinha Choca. A ação foi uma resposta ao grito engasgado na nossa garganta após a notícia do estupro de uma mulher no Rio de Janeiro por 30 homens que ainda se vangloriavam disso nas mídias sociais. Estuprar uma mulher é estuprar todas elas!”, relata o perfil do grupo.

Ainda de acordo com o inspetor, não há investigação sobre o caso por não se tratar de crime. “Foi um ato solidário à vítima de um crime bárbaro, a faixa simulando uma lágrima escorrendo do olho da galinha, símbolo de nossa cidade. Não recomendamos que façam isso devido ao risco de queda ou acidente lá de cima, mas foi um ato generoso”, diz.

Ainda no início da manhã desta terça (31), a faixa foi retirada do local, mas a polícia acredita que ela foi levada pelo vento.

Estupro coletivo
A Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática do Rio de Janeiro investiga o caso e disse que a  vítima já foi ouvida e que as investigações estão em andamento. O Delegado Alessandro Thies, responsável pelas investigações, pede ao cidadão que tenha qualquer informação que possa auxiliar na identificação dos autores que entre em contato através do endereço de e-mail: alessandrothiers@pcivil.rj.gov.br.

Sete suspeitos de envolvimento com o caso já foram identificados pela polícia. Deles, Raí de Souza, de 22 anos, e Lucas Perdomo Duarte Santos, de 20 anos, estão presos. Lucas é jogador do time de futebol Boa Vista e foi apontado como namorado da vítima. Raí chegou a afirmar que foi o autor do vídeo em que a adolescente aparece desacordada, que foi publicado em redes sociais.

Monólito com silhueta que lembra galinha é cartão portal no Ceara (Foto: Cleumino Pinto)

G1

Noticias Relacionadas:

Deixe seu comentário