Condutores podem usar aplicativo da AMC para registrar acidentes de trânsito em Fortaleza

0
(Foto: O Estado Ce)

A Prefeitura de Fortaleza lançou nesta quinta-feira (4) o “AMC Móvel”, aplicativo que reúne os principais serviços na área de trânsito, gerenciados pela Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC). Com a ferramenta, será possível registrar acidentes que tenham gerado apenas danos materiais, sem vítimas, além de permitir a consulta dos diversos serviços do órgão de trânsito.

“A gente vai estar disponibilizando ao usuário a possibilidade de ele, através de seu celular, fazer o cadastro dos acidentes sem vítimas. Acidente com vítima necessita ainda o atendimento do ente público. Mas, no caso de acidente sem vítima, já está previsto no Código de Trânsito Brasileiro que deve haver a imediata retirada dos veículos para desobstruir a via”, disse Arcelino Lima, superintendente da AMC.

O boletim de ocorrência gerado por meio do aplicativo terá a mesma validade do registro feito pela AMC, segundo Lima. O órgão deverá analisar o acidente e disponibilizar o resultado do boletim.

“Antes de retirar os veículos, os condutores vão poder abrir um boletim de ocorrência, que tem a mesma validade legal de um boletim gerado por um agente de trânsito”, disse. No registro da ocorrência podem enviar fotos, cadastrar os dados do condutor, informar a via e até testemunhas. Cada envolvido pode fazer o cadastro. A AMC tem cinco dias para unificar as informações em um onico documento, que vai estar disponível em até cinco dias no aplicativo.

Além dessa funcionalidade, os usuários poderão, ainda, recorrer de multas de trânsitos, verificar se o veículo foi rebocado em operações cotidianas, transferir pontuação de infrações para outro condutor, consultar dados referentes aos investimentos no trânsito, bem como receitas e custos, entre outros.

Acidentes com vítimas

Para acidentes com vítimas ou com maior gravidade, como indícios de uso de álcool, por exemplo, continuam os mesmos procedimentos e a AMC deve ser acionada para que ocorra o direcionamento do agente de trânsito.

A AMC informou que Juizado Móvel continua fazendo o atendimento do veículo fora da via, buscando conciliação no local ou, caso não ocorra, marcando posterior audiência para solução. O condutor poderá utilizar o boletim eletrônico como comprovação tanto para justiça quanto para as seguradoras, como explicou Luiz Alberto Sabóia, secretário executivo da Conservação e Serviços Públicos.

“O boletim do aplicativo terá o mesmo valor legal daquele feito online pelo agente e, com isso, pretendemos cumprir o que o Código de Trânsito preconiza, que é desobstruir a via em caso de acidentes sem vítimas e facilitar a vida das pessoas, tanto daquelas que percorrem a área do acidente, quanto dos próprios envolvidos”, completou o magistrado.

Acidentes sem vítima representaram cerca de 60% das ocorrências em Fortaleza, de acordo com a AMC. Em 2017, por exemplo, foram registradas pelo órgão 24.466 ocorrências. Com a mudança, a autarquia vai poder atuar priorizando não apenas os atendimentos a acidentes com vítima, mas também reforçará ações de caráter preventivo, atuando mais fortemente para que colisões sejam evitadas e vidas preservadas.

Como baixar

O condutor poderá baixar o aplicativo de forma gratuita nas lojas online de celulares nas versões Android e iOS. Após o download, o usuário precisa cadastrar dados e preencher o passo a passo do procedimento.

Ao preencher as informações exigidas, a via deve ser desobstruída imediatamente. Com o aplicativo, o usuário terá a opção de preencher as informações também no modo offline, a fim de que sejam enviadas no momento em que o dispositivo estiver conectado à internet.

Quem desejar registrar o acidente posteriormente, deve fazer em um prazo de até 30 dias após a colisão, via web, através da página da centralamc.com.br.

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.