Cerca de 14 mil munições de fuzil são roubadas do Exército e vendidas à facção GDE

0

Cerca de 14 mil munições para fuzil teriam sido roubadas do 23º Batalhão do Exército, localizado em Fortaleza, e vendidas à facção criminosa GDE. O crime só foi percebido recentemente, quando foi ordenado a transferência das balas para Natal (RN), quando o exército foi acionado devido à greve dos policiais militares locais.

As munições roubadas, segundo informações, teriam sido levadas para a comunidade Babilônia, também em Fortaleza, onde moradores estão sendo expulsos de suas casas sob ameaça de morte da facção GDE.

Um soldado do exército seria suspeito de ter participado do furto das munições do quartel. Nem o exército nem o secretário de Segurança, André Costa, se pronunciaram sobre o assunto.

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.