Em apenas 24 dias de janeiro de 2018, 403 pessoas foram assassinadas no Ceará

0

Em apenas 24 dias de janeiro de 2018, o Ceará já ultrapassou a marca de 400 Crimes Violentos, Letais e Intencionais (CVLIs), que representam os homicídios, latrocínios e lesões corporais seguidas de morte. Em todo o mês de janeiro do ano passado, foram registrados 349 casos. Nesta quarta-feira (24), os assassinatos no estado totalizaram 403 casos.

Somente em Fortaleza, 124 pessoas foram assassinadas neste mês. Os três mais recentes crimes ocorreram ontem, quando a Polícia registrou homicídios nos bairros Carlito Pamplona, Presidente Kennedy e Conjunto Palmeiras.

Entre as três vítimas está uma jovem identificada como Ana Karine Guedes, que foi executada, a tiros, por volta de 13h55, no bairro Carlito Pamplona. Ela estava em um lava-jato quando foi atacada e assassinada.

Cerca de duas horas depois, um homem foi morto a tiros no bairro Presidente Kennedy, também na zona Oeste da Capital.

A terceira vítima foi um pastor evangélico,  assassinado a tiros quando fazia uma cobrança de aluguel de uma casa no Conjunto Palmeiras.

Números

Entre os dias 1º e 24 de janeiro em curso, 119 pessoas foram assassinadas na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) e outras 160 no Interior do estado (81 no Interior Sul e outras 79 no Interior Norte), conforme registros da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) publicados em seu site.

Na Grande Fortaleza, além da Capital, o maior número de assassinatos se concentrou nos Municípios de Caucaia, Maracanaú e Horizonte.

A guerra declarada entre facções criminosas tem elevado os índices dos homicídios no Ceará. No ano passado, segundo dados oficiais do governo, 5.134 pessoas foram assassinadas no estado, o que representou um recorde histórico da violência.

 

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.