Quixadá: PM é baleado e dois suspeitos morrem em tiroteio

0

capture-20160708-102440O tenente da Polícia Militar Marcos Paulo foi baleado no braço na tarde desta quinta-feira (7), e dois suspeitos foram baleados após perseguição policial, em Quixadá, no interior do Ceará. O tenente foi deslocado para a cidade após o confronto com bandidos que resultou na morte de três policiais militares e estava em seu primeiro dia de atividade.

De acordo com o coronel da Polícia Militar Andrade Mendonça, Marcos Paulo participava de uma operação em busca de armas de fogo na cidade. Eles fizeram a abordagem de três suspeitos no fim da tarde.

Após a vistoria, o policial foi baleado de raspão no braço por dois homens que tentavam matar o suspeitos que passaram pela abordagem policial. O tenente Marcos Paulo solicitou reforço, que fez buscas pela dupla.

Em um confronto, os dois suspeitos de atirar no policial foram baleados e mortos.

O tenente Marcos Paulo foi atendido inicialmente no Hospital Municipal de Quixadá e em seguida foi transferido para o Instituto Doutor José Frota (IJF), no Centro de Fortaleza, após sentir dormência nos dedos.

Marcos Paulo atua na Polícia Militar há seis anos. Ele entrou como soldado, fez concurso para oficial e concluiu o curso de formação após 13 meses. Ele foi nomeado como oficial no mesmo dia em que três policiais militares foram assassinados em confronto com bandidos.

Confronto com três mortes
Os PMs Francisco Guanabara Filho, Antônio Joel de Oliveira Pinto e Antônio Filho foram mortos durante um tiroteio com criminosos na localidade de Juatama, zona rural do município, em 30 de junho. Um quarto agente ficou ferido.

A Associação dos Cabos e Soldados Militares do Estado do Ceará (ACSMCE), Associação dos Profissionais da Segurança (APS) e Associação dos Oficiais da Policia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar do Ceará (ASSOF) lamentaram o ocorrido e informaram que estão de luto. As associações ressaltaram, em nota conjunta, que “encontram-se consternadas com o ocorrido e irão prestar todo apoio aos profissionais que passaram por essa grande tragédia”.

G1

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.