Sua mensagem foi enviada com sucesso. Em breve responderemos.

Fale conosco

Fechar
Início » Notícias » Politica » Pacajus: Homem suspeito de espancar idosa de 81 anos até a morte é preso

Pacajus: Homem suspeito de espancar idosa de 81 anos até a morte é preso

O homem acusado de ser responsável por roubar e espancar uma idosa de 81 anos até a morte dentro de casa, em Pacajus, a 49 km de Fortaleza, foi preso em flagrante no fim da tarde da última segunda-feira, 5, no bairro Cajueiro da Malhada, em Horizonte, a 40 km da Capital. Alexsandro Ribeiro da Silva, 26, que já responde por furto simples e qualificado, estava na casa da mãe quando foi encontrado pelos policiais, informou o delegado Márcio Chalita. O suspeito não resistiu à prisão.

Conforme o policial civil, imagens repassadas aos investigadores mostram Silva entrando na casa da senhora e saindo minutos depois. Ainda segundo ele, o jovem era conhecido da família da vítima. Em depoimento, o acusado negou envolvimento com a morte da idosa.

Espancamento

O crime ocorreu no último sábado, 3, no bairro Cruz das Almas. Maria do Carmo Pereira, conhecida como Dona Carminha, de 82 anos, morava sozinha e foi assassinada em casa a golpes provocados por um “objeto contundente” e teve o rosto desfigurado, de acordo com a Polícia. Conforme as apurações, o homem costumava pedir alimentos e água para os moradores da região, onde ocorreu o delito.

No sábado, 3, ele foi flagrado por circuitos externos de um estabelecimento parando próximo à residência de Maria do Carmo por volta das 8h10min. Temendo que outras pessoas percebessem sua ação, o homem entrou na propriedade e saiu do local em torno das às 8h30min portando duas sacolas. Após o crime, Alexsandro empreendeu fuga e permanecia escondido na casa de familiares no município vizinho. De acordo com o delegado Márcio Chalita o suspeito confirmou apenas que esteve no local pedindo dinheiro à vitima para comprar entorpecentes. Ele foi encaminhado para a sede da Delegacia Metropolitana de Pacajus, onde foi autuado por latrocínio.

Tags:

Deixe seu comentário