Por que Bolsonaro comemora a prisão de Battisti?

0

A prisão de Cesare Battisti na Bolívia, noticiada na madrugada deste domingo, 13, foi prontamente comemorada pelo presidente Jair Bolsonaro e seus aliados. Detido após ficar um mês foragido, o italiano foi alvo constante do ex-deputado, antes e depois de se eleger presidente. Bolsonaro usa Battisti para reforçar sua posição contrária às esquerdas.

Um dos motivos é a ligação estabelecida entre o italiano e os adversários políticos do atual presidente. Asilado no Brasil durante o governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Battisti foi constantemente associado por Bolsonaro a partidos como o PT e o PSOL. “Finalmente a justiça será feita ao assassino italiano e companheiro de ideais de um dos governos mais corruptos que já existiram no mundo (PT)”, escreveu Bolsonaro este domingo no Twitter.

A extradição de Battisti chegou a ser promessa de campanha de Bolsonaro. “Reafirmo aqui meu compromisso de extraditar o terrorista Cesare Battisti, amado pela esquerda brasileira, imediatamente em caso de vitória nas eleições”, escreveu em outubro no Twitter, em italiano. “Mostraremos ao mundo nosso total repúdio e empenho no combate ao terrorismo.”

Porém, o plano de Bolsonaro de decretar a extradição do italiano não se concretizou. Em dezembro, um dia após o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fuxanular uma liminar que impedia a prisão de Battisti e o italiano virar foragido, foi o então presidente Michel Temer que assinou o decreto de sua extradição.

O tom das comemorações de Bolsonaro neste domingo foi dado pelos filhos, Carlos e Eduardo, assim como o pai, bastante ativos nas redes sociais. “Aguardamos ansiosamente qual será a relação do PT, PCdoB, PSOL e alinhados diante da prisão do italiano terrorista assassino”, escreveu Carlos. “A esqueda chora”, publicou Eduardo. Ambas as mensagens foram reproduzidas na conta oficial do presidente.

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.