Morrinhos: Retrocessos retratam a educação do município 

0
A educação pública de Morrinhos se redesenha num constante panorama de retrocessos. Recentemente, na premiação Estadual Escola Nota Dez, Morrinhos, que ocupava o 4° lugar no ranking, caiu para a posição número 56. Tal fato já era aguardada com muita tristeza pelos munícipes.
A educação de Morrinhos, desde 2017, passa por profundas mudanças negativas com a chegada do prefeito Carlos Bruno (PSDB): Mudança do chefe da pasta da educação, renovação dos profissionais do magistério (a maioria sem a devida qualificação exigida pela legislação), falta de merenda escolar, falta de transporte escolar (apesar de frota própria existente), fechamento de escolas municipais de ensino infantil e ensino fundamental, inexistência  de valorização dos profissionais do magistério quando não cumprem a lei do piso salarial e não pagam o rateio do exercício anterior, falta de material didático na educação infantil, falta de apoio pedagógico apesar da lei do Fundeb garantir 40% do montante para tal fim.
Além disso, o número de capacitações destinadas ao magistério são insuficientes, existe a incapacidade de dialogar com os profissionais e com a sociedade, o descumprimento da Constituição Federal no trato da admissão de profissionais da educação como um todo, bem como a prática do nepotismo cruzado na admissão de profissionais são algumas dentre outras irregularidades utilizadas pela atual gestão que podem justificar o caos do estado atual da educação do município de Morrinhos.

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.