Professores iniciam greve

0
Algumas escolas do município de Tauá paralisaram as atividades nesta segunda-feira, 13. Professores aderiram a uma greve, devido discordâncias no reajuste salarial.
De acordo com Márcia Noronha, presidente da Associação de Professores Municipais, a greve foi determinada na última terça-feira, 7, obedecendo os critérios da lei 7.783/1989, em que a paralisação de serviços essenciais devem ser comunicadas aos empregadores com 72 horas de antecedência.
Um comissão ja havia se reunido com a Secretaria da Educação de Tauá para receber uma contraproposta, mas o acordo não foi selado, pois os valores eram os mesmo oferecidos anteriormente.
Márcia ressalta que a proposta de reajuste da Secretaria da Educação de Tauá era de 3% em agosto, 2% em outubro e 1% em dezembro, o que representa 2,19% de aumento ao mês, distribuídos o ano de 2018. “A taxa é inferior ao que é o aumento do piso previsto pelo MEC é de 6,81%”, reforça.
Auci Oliveira, presidente da Comissão da Associação dos Professores de Estabelecimentos Oficiais Ceará (Apeoc) em Tauá, disse que, além do reajuste, os professores cobram melhorias na estrutura da escola e renovação do plano de cargos e carreiras.
Desde maio os professores negociam com a gestão de Tauá. Segundo Auci, em reunião com integrantes da Comissão e professores do Município foi aprovada uma nova proposta a ser analisada pela Secretaria da Educação. A resolução prevê um parcelamento do reajuste, sendo 3% retroativo de maio, 3% a ser recebido em outubro e mais 2% em dezembro. Esta é a contraproposta apresentada pelos professores somente em 2018.
(O POVO)

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.