Sua mensagem foi enviada com sucesso. Em breve responderemos.

Fale conosco

Fechar
Início » Notícias » Saúde » Servidores da saúde decidem manter greve

Servidores da saúde decidem manter greve

fotoprint(3)Os servidores da saúde do Estado decidiram manter a greve por tempo indeterminado. A decisão foi comunicada pela presidente do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde (SindSaúde), Marta Brandão, ao CNEWS. A continuidade da greve ocorre após uma assembleia da categoria, realizada na manhã desta quinta-feira (23).

“Iniciamos a greve no dia primeiro de junho. Juntamos a luta pela reposição salarial com outras demandas da categoria e de forma autônoma, os servidores decidiram pela continuidade da greve”, disse.

Representantes do SindSaúde se reuniram ainda ontem, com o governador Camilo Santana, entretanto, a proposta apresentada pelo governador não atendeu à demanda dos trabalhadores. “O governo diz reconhecer as distorções, mas nada faz para mudar a situação. No ano passado, ele ainda emitiu uma portaria para analisar as distorções, mas após 120 dias, não houve retorno”.

Camilo apresentou a proposta de retornar apenas uma gratificação, a de risco de vida, para os servidores, não agradou a categoria, que decidiu, por unanimidade, manter o movimento.

A principal pauta da categoria diz respeito ao retorno das gratificações, que depois de modificadas, em dezembro de 2012, ainda no Governo Cid, resultaram em até 60% de perdas nas remunerações dos servidores da saúde do nível médio do Estado. A outra reivindicação da categoria é o reajuste salarial de 12,67%, uma luta de todos os servidores do Estado, que tem data base em janeiro, mas permanecem até hoje sem perspectiva de reajuste.

Mobilizações

Durante a assembleia, uma nova agenda de ações foi definida. Nesta sexta-feira, 24/06, os servidores da saúde devem realizar mais um ato em frente ao Hospital São José, às 7h30 da manhã. Na segunda, 27/06, haverá visita aos hospitais do Estado durante todo o dia. Na terça-feira, 28/06, às 8 horas da manhã, será realizada uma manifestação em frente à Secretaria da Saúde do Estado.

CNEWS

Noticias Relacionadas:

Deixe seu comentário