A Notícia do Ceará
PUBLICIDADE

Até junho, Fortaleza teve 235 assaltos em ônibus

Segundo levantamento do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Ceará (Sindiônibus), até o dia 10 de junho de 2024, foram registrados 235 assaltos dentro ônibus em Fortaleza. Esse é o maior dado desde 2019, fora que, apenas em janeiro deste ano, 71 casos foram catalogados, quase a quantidade 2023, foram 101 registros.

A pesquisa do Sindiônibus ainda revela que, durante 2024, houve em média  39,17 assaltos em ônibus de Fortaleza por mês, até então, superando a taxa de 2019, que foi de 34,92. Os índices mensais dos anos seguintes foram: 16 (2020), 13,5 (2021), 19,08 (2022) e 8,45 (2023). Já em relação a um ano inteiro, os números totais foram: 419 (2019 ), 176 (2020 ), 162 (2021 ), 229 (2022 ) e 101 (2023 ).

Quantidade assaltos em ônibus de Fortaleza:

  • 2019 – 419
  • 2020 – 176
  • 2021 – 162
  • 2022 – 229
  • 2023 – 101
  • 2024 – 235 (até 10 de junho)

Pesquisador do Laboratório de Estudos da Violência (LEV) da Universidade Federal do Ceará, Luiz Fábio Paiva, diz que estudos da instituição mostram que há uma sensação de insegurança nos habitantes de Fortaleza, principalmente por causa da disseminação de assaltos nos ônibus. “O que retrata uma fragilidade no sistema de segurança para reprimir esse tipo de prática”, disse o pesquisador.

Além disso, Fábio afirma que, se baseando nesse levantamento do Sindiônibus, a Capital tem passado por uma piora na segurança no transporte público durante os últimos anos. “Esse é um problema de Fortaleza, os governos conseguem identificar as situações e agir no problema circunstancialmente, mas não há uma solução permanente”, comentou.

O pesquisa ainda diz que é necessário observar essa flutuação nos números para encontrar soluções que sejam permanentes, para que a população fortalezense possa fazer o uso do serviço público sem o sentimento de insegurança.

A Secretaria de Segurança Pública do Ceará (SSPDS), através de nota oficial, pontuou que Programa Segurança no Ponto, criado em março de 2024, tem como finalidade diminuir a quantidade de roubos e outros crimes nas paradas de ônibus da capital cearense. A iniciativa consiste no aumento de policiamento durante o período de maior movimentação nestes locais, possuindo ciclopatrulhamento, moto patrulhamento e policiamento em viaturas.

A SSPDS ainda detalha que os locais definidos para receber o reforço de policiamento foram definidos segundo dados mostrados pela Superintendência de Pesquisa e Estratégia de Segurança Pública (Supesp). A órgão também afirma que está desenvolvendo outro projeto para diminuir a quantidade de crimes em transportes públicos, no qual é chamando de “Operação Passageiro Seguro” e irá aumentar as ações de abordagens em ônibus e microônibus a partir das análises de dados criminais, que apontam dias, horários e locais, onde são registrados crimes em transportes públicos.

WhatsApp
Facebook
Twitter
Telegram
Imprimir