A Notícia do Ceará
PUBLICIDADE

Documentário sobre a luta do povo Tremembé em defesa da terra e do mar estreia nessa sexta-feira (5)

Nesta sexta-feira (5), ocorre o lançamento do Águas sagradas: vidas marinhas importam”, documentário sobre a luta em defesa do direito à terra e ao livre acesso ao mar. O projeto é uma realização do povo Tremembé de Itapipoca e a estreia acontece às 18 horas no ponto de cultura Recanto dos Encantados, em Itapipoca.

A produção do documentário ocorreu de aneiro a junho deste ano, visando expor a luta das comunidades indígenas costeiras que vivem em função do mar, atuando como pescadores e marisqueiras, fora mostrar a participação feminina na liderança das famílias locais e importância das águas para a vida. da comunidade Tremembé.

O que levou o povo Tremembé a produzir o documentário foi a luta pela terra e a falta de livre acesso ao mar. Além disso, a produção escancara as tentativas da criação de parques eólicos na terra e no mar  que, segundo o projeto, são ameaças enfrentadas pela aldeia. Luan de Castro Tremembé, roteirista do documentário, afirma que o projeto é um convite à sociedade brasileira para se juntar nesta luta em defesa das águas.

“Há mais de duas décadas o povo Tremembé protagoniza uma grande batalha em defesa do rio, do mar, dos córregos e de todas as fontes de água, por conta dessa história criamos esse projeto para que mais pessoas saibam o que vem acontecendo”,  comentou Luan.

O documentário ainda mostra como são as maneiras mais tradicionais que mais 160 famílias Tremembé sobrevivem, sendo uma delas a pesca de de crustáceos, que ultimamente está passando por ameaças. “O documentário é um grito de socorro da mãe das águas e de nós, povo indígena Tremembé, pois estamos sofrendo junto. Então a gente leva esse chamado para outras pessoas para se juntarem conosco nessa luta e na defesa”, disse o roteirista.

Um principais focos do projeto são as mulheres Tremembé, no qual tem o costume de compartilhar seus conhecimentos entre gerações, fora os relatos de famílias que sobre a importância da água do mar. De acordo com o roteirista, uma das maiores dificuldades para produzir o documentário foi  contar toda a história de mais de duas décadas em um vídeo de 30 minutos.

Lançamento do documentário “Águas sagradas: vidas marinhas importam”

Onde: Ponto de cultura Recanto dos Encantados, na aldeia São José em Itapipoca
Quando: Sexta-feira, 5 de julho, às 18 horas

WhatsApp
Facebook
Twitter
Telegram
Imprimir