A Notícia do Ceará
PUBLICIDADE

Em média, 1,2 mil casos de dengue acontecem no Ceará por mês

Segundos os dados da Secretaria da Saúde do Ceará, disponibilizados na plataforma Integrasus, o Ceará em média 1,2 mil casos de dengue por mês durante o o primeiro semestre de 2024. Até então, no Ceará tiveram 7.603 diagnósticos, com 2 mortes causadas pela doença.

Mesmo que o Estado não esteja no mapa nacional das unidades federativas mais afetadas pela dengue, a situação do Ceará perante a doença é considerada delicada, visto que 15 pacientes foram diagnosticados com a forma grave da dengue, quando entre 3 e 7 dias após o início dos sintomas ocorre uma piora severa no estado de saúde. Segundo o Ministério da Saúde, este estado da doença ocasiona em dores abominais, sangramento e até risco a vida.

Vale lembrar que existem 4 sorotipos da doença, porém, no Ceará há apenas dois deles em circulação, sendo a DENV-1 e DENV-2. Em todo o território brasileiro, ocorreu um aumento no número de casos da dengue, e isso aconteceu em decorrência ao sorotipo 3. Luciano Pamplona, superintendente da Escola de Saúde Pública do Ceará (ESP), explica que apesar do país estar vivendo a maior epidemia de dengue em sua história, o cenário epidemiológico do Ceará não seguiu essa tendência, devido aos sorotipos circulantes já haviam causado epidemias anteriores no Nordeste.

Além disso, a epidemiologista afirma que o Estado teve “número de casos menor que o esperado, principalmente considerando que o pico de transmissão ocorre no primeiro semestre de cada ano”.

Até o momento, a doença transmitida por insetos com mais casos confirmados no Brasilé justamente a dengue, com 20,3% dos registros das arboviroses, ficando na frente da chikungunya, com 7,57%, e zika, com 0,17%. Ademais, as cidades de Fortaleza e de Brejo Santo, na Região do Cariri, foram as duas com mais casos da doença no Ceará, com respectivamente 1.469 e 2.273 casos.

As cidades do Ceará com mais casos de dengue

  • Brejo Santo (2273)
  • Fortaleza (1469)
  • Porteiras (456)
  • Juazeiro do Norte (232)
  • Caucaia (208)
  • Crato (200)
  • Tianguá (173)
  • Tauá (147)
  • Altaneira (135)
  • Graça (131)

Desde 2022, o Estado tem registrado uma queda na quantidade casos confirmados de dengue, quando teve 40.511 diagnósticos da doença. Enquanto isso, em 2023, em todo território cearense ocorreram 14.150. O ano que mais teve registros da doença foi em 1994, quando teve mais de 47 mil casos.

Buscando evitar que o Brasil volte a ter episódios de alta transmissão, em todo o país começou a aplicação da vacina contra a dengue. Durante o mês de abril deste ano, quatro municípios do Ceará receberam 42,3 mil doses do imunizante do Ministério da Saúde. A aplicação começou em maio, visando vacinar 25% da população entre 10 e 14 anos de idade.

Saiba quais são os sintomas da dengue

Sintomas mais comuns da dengue

  • Febre alta
  • Dor no corpo e nas articulações
  • Dor atrás dos olhos
  • Mal-estar
  • Dor de cabeça
  • Manchas vermelhas no corpo

Sintomas graves da dengue

  • Dor abdominal intensa e contínua
  • Vômitos persistentes
  • Acúmulo de líquidos
  • Sangramento de mucosa
  • Irritabilidade

A doença pode ser diagnosticada através de exames laboratoriais para identificação do vírus até o 5° dia de início da doença e pela pesquisa de anticorpos a partir do 6° dia de início da doença.

Enquanto ao tratamento, ele é feito por meio da reposição de líquidos e repouso. Além disso, Ministério da Saúde orienta a população não se automedicar e, na verdade, procurar imediatamente o serviço de urgência em caso de sangramentos ou surgimento de pelo menos um sinal de alarme.

=================================

O tratamento tem foco na reposição de líquidos e repouso dos pacientes. O Ministério da Saúde frisa a orientação para não se automedicar e para procurar imediatamente o serviço de urgência em caso de sangramentos ou surgimento de pelo menos um sinal de alarme.

WhatsApp
Facebook
Twitter
Telegram
Imprimir