A Notícia do Ceará
PUBLICIDADE

Jantar na casa de Tasso aproxima PMDB e PSDB

tassoLideranças nacionais do PSDB e PMDB se reuniram, na noite dessa quarta-feira, em Brasília, para avaliar o quadro político nacional, discutir a crise econômica e traçar planos para sugerir projetos para o País atravessar as turbulências.

A reunião contou com a presença dos senadores peemedebistas Renan Calheiros, Eunício Oliveira e Romero Jucá e dos tucanos Aécio Neves, José Serra, Antonio Anastasia, Cássio Cunha Lima e Aloysio Nunes. O jantar foi promovido pelo cearense Tasso Jereissati.

O encontro aconteceu após o vice-presidente da República, Michel Temer, comunicar ao Ministro da Casa Civil, Jaques Wagner, que o PMDB, na convenção nacional desse sábado, dia 12, poderá decidir pelo distanciamento do Palácio do Planalto. Michel anunciou que existem divergências internas e que alguns setores defendem o afastamento do PMDB do Governo Federal.

Ao final do jantar, integrantes das cúpulas nacionais do PMDB e PSDB anunciariam, segundo antecipou a Folha de São Paulo, edição dessa quarta-feira, “vão trabalhar juntos para encontrar uma saída” para o país.

Porta voz do encontro, o cearense Tasso Jereissati foi escalado para falar. “Há uma constatação de que o momento é bastante grave”, afirmou Tasso para, em seguida acrescentar. “Tanto o PMDB como o PSDB não podem ficar omissos. Vamos trabalhar juntos para encontrar, o mais breve possível, uma saída para a crise que o Brasil vive.”

O líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira, fez questão de dizer que o encontro dos tucanos não era para tramar ou derrubar o Governo, mas sim encontrar um caminho para o Brasil sair da crise. “Essa aqui é uma conversa de gente adulta preocupada com o país”, ele afirmou. “Não viemos aqui derrubar o governo Dilma. Viemos buscar uma saída para a crise.”

CE.A.

WhatsApp
Facebook
Twitter
Telegram
Imprimir