PUBLICIDADE

Medicamento para doença rara é incluído no SUS

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Nesta segunda-feira (14/03) o medicamento utilizado no tratamento de Atrofia Muscular Espinhal (AME) tipo 1 foi incluído no Sistema Único de Saúde (SUS). De acordo com a portaria publicada no Diário Oficial da União, o Evrysdi estará disponível para distribuição gratuita em até 180 dias.

O remédio é indicado para a forma mais grave da doença, que possui quatro subtipos. De acordo com o Ministério da Saúde, um caso ocorre entre cada seis a 11 mil pessoas. A AME consiste numa doença genética rara que interfere na produção da proteína que mantém o bom funcionamento dos neurônios motores.

A utilização do remédio está diretamente ligada à qualidade de vida, pois a ausência dessa proteína causa o enfraquecimento gradual dos músculos. Dessa maneira, os movimentos de locomoção, respiração e até mesmo a capacidade de engolir ficam comprometidos. A eficácia foi comprovada num estudo realizado com 180 pacientes de até 25 anos, onde foi identificada uma significativa melhora na função motora após 12 meses de tratamento.

Outros dois medicamentos são utilizados pelos pacientes portadores da AME. O Spinraza é oferecido pelo SUS desde 2009, já o Zolgensma foi registrado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), mas ainda não compõe a lista de medicamentos distribuídos gratuitamente.

WhatsApp
Facebook
Twitter
Telegram
Imprimir