Prefeitura de Fortaleza já executou mais de 60% da obra de drenagem no primeiro trecho da Avenida Beira Mar

0
Divulgação
A Prefeitura de Fortaleza já realizou mais de 60% das obras de requalificação da Avenida Beira Mar, no primeiro trecho das intervenções, que acontece entre a Travessa Bauxita e o Mercado dos Peixes.As obras começaram em agosto deste ano e tiveram início na faixa da esquerda da avenida, com a construção de uma nova galeria de drenagem e bocas de lobo. Com a conclusão de parte dos serviços, as equipes realizam, agora, a instalação da nova pavimentação da via, que terá o asfalto substituído por piso intertravado, para facilitar o escoamento da água e melhorar a sensação térmica da via.

Ainda como parte do primeiro trecho da obra, serão implantadas lixeiras subterrâneas no Mercado dos Peixes, além da internalização dos fios das redes de telecomunicação e a reforma das calçadas, localizadas na faixa da direita da via. Para que as equipes avancem nos serviços de urbanização, o tráfego da Avenida Beira Mar deverá ser remanejado para a pista já revitalizada.

Segundo a Secretaria Municipal da Infraestrutura (Seinf), todas as interdições serão parciais e os acessos locais estarão garantidos em todas as etapas da obra. A Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) trabalha para que não haja desvio de tráfego na região, já que os condutores poderão continuar circulando pela via. Durante as obras, agentes da AMC darão suporte operacional à intervenção.

Sobre a obra

As obras da nova Avenida Beira Mar preveem uma série de melhorias urbanísticas e de mobilidade ao longo da via, bem como a construção de um novo calçadão em toda a extensão da orla, compreendida no trecho entre a Praia do Meireles e a Enseada do Mucuripe.

As intervenções incluem a urbanização completa do trecho entre a Avenida Rui Barbosa e a Rua Tereza Hinko, dando continuidade às obras de requalificação já realizadas desde o novo Mercado dos Peixes, no Mucuripe, até o calçadão na Estátua de Iracema, às margens do Riacho Maceió.

Com um total de 66.704,38 m² de área totalmente acessível, o projeto compreende a requalificação da avenida com a construção de um novo calçadão, com três pavilhões multiusos, dotados de quiosques de alimentação e bebidas, todos padronizados, além da urbanização dos espigões das Avenidas Desembargador Moreira e Rui Barbosa.

A região passará a contar, ainda, com nova iluminação que terá fiação embutida, espaços para convivência com caramanchões, academias, banheiros, parque infantil, quadras de vôlei de praia, pista de skate, anfiteatro, pista de hockey, ciclovia, pista de cooper com 2,6 km de extensão, além de um posto da Casa do Turista e prédio administrativo.

As obras terão duração de cerca de 24 meses e estão orçadas em aproximadamente R$ 40 milhões, com recursos provenientes do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF).

Assessoria: (PMF)

Deixe seu comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.