A Notícia do Ceará
PUBLICIDADE

Ceará avança na produção de combustível feito com casca de coco

Um bio-óleo produzido a partir da casca de coco foi desenvolvido por pesquisadores da Universidade Estadual do Ceará (Uece) com o objetivo de substituir o combustível usado em aviões. Através dessa produção, o Ceará se coloca na vanguarda da corrida global pelo combustível sustentável.

O produto deve atrair investidores devido à sua competitividade, impulsionada pelo potencial agrícola e geográfico do estado. Afinal, o Ceará é o maior produtor de coco no Brasil, conforme o último levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), datado de 2022.

Segundo a professora Mona Lisa Moura, do Departamento de Física e Coordenadora do Laboratório de Conversão Energética e Inovação (LCE+) da Uece, o bio-óleo é obtido por meio de um processo de degradação térmica da biomassa vegetal, conhecido como pirólise. Esse método permite que a casca de coco, verde ou seca, também seja utilizada para produzir biocarvão e um gás de síntese rico em hidrogênio.

Ceará avança na produção de combustível feito com casca de coco
Foto: Divulgação/Uece

Vantagens e Desafios

Além de ser uma solução para o descarte adequado, essa iniciativa contribui com a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), que proíbe o depósito de casca de coco em aterros sanitários devido à sua difícil decomposição, que pode levar de oito a dez anos. Os dados são da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

Conforme Mona Lisa, o principal desafio no debate sobre combustíveis sustentáveis é a pressa em buscar tecnologia no exterior, o que encarece o produto. Dessa forma, a professora reforça a importância do desenvolvimento, criação e adaptação para esse cenário.

Investimentos e Futuro

Após representantes do Complexo Industrial e Portuário do Pecém (Cipp) terem visitado a Uece para conhecer a tecnologia, o porto pretende investir US$ 6,5 milhões em um centro de inovação para combustíveis sintéticos renováveis, visando a descarbonização dos transportes, incluindo o aéreo. Essa iniciativa coloca o Ceará em uma posição estratégica para liderar a produção de combustíveis sustentáveis no Brasil e potencialmente no mundo.

Acompanhe mais notícias da Rede ANC através do Instagram, Spotify ou da Rádio ANC.

WhatsApp
Facebook
Twitter
Telegram
Imprimir