A Notícia do Ceará
PUBLICIDADE

DPCE promove mutirão de atendimento para adoção

Em comemoração ao Dia da Adoção, celebrado em 25 de maio, o Núcleo de Atendimento da Infância e da Juventude (Nadij) da Defensoria Pública do Ceará realizará a terceira edição do mutirão de atendimentos voltados aos interessados em processos de adoção de crianças e adolescentes. A programação ocorrerá nos dias 4 e 5 de junho.

O projeto “Adoção – Uma Ação Legal” tem como objetivo orientar e dar encaminhamento às pessoas interessadas em adotar ou que tenham dúvidas sobre processos já em tramitação. Os atendimentos ocorrerão na sede do Nadij, localizada na Rua Júlio Lima, 770, no bairro Cidade dos Funcionários, das 9h às 17h. Os interessados devem agendar previamente através dos contatos: (85) 3194-5093 e (85) 98895-5716.

DPCE promove mutirão de atendimento para adoção
Foto: Reprodução/Shutterstock

A defensora pública Jacqueline Torres, supervisora do Nadij, explica que o primeiro passo para quem deseja adotar uma criança ou adolescente é procurar a Vara da Infância e Juventude mais próxima para se inscrever no Sistema Nacional de Adoção (SNA). “É um cadastro existente em toda cidade. A pessoa passa por um processo de habilitação, tem alguns critérios que serão avaliados e, depois desse processo, a pessoa é declarada apta ou não para ser inscrita no Sistema Nacional de Adoção e Acolhimento (SNA)”, detalha.

Segundo dados do portal do SNA, atualmente, no Ceará, há 965 crianças e adolescentes em unidades de acolhimento. Desse total, 169 estão disponíveis para adoção, 85 estão em processo de adoção e existem 1.097 pretendentes disponíveis. Esses dados foram atualizados na tarde desta segunda-feira, 27 de maio, e são atualizados diariamente.

Essa discrepância entre o número de crianças à espera de adoção e o número de pretendentes é um desafio nacional. Em todo o Brasil, enquanto 4.748 crianças e adolescentes aguardam adoção, o Sistema Nacional de Adoção conta com 36.325 cadastros de famílias interessadas. Isso significa que há sete vezes mais candidatos a pais do que crianças disponíveis para adoção. Para reduzir essa disparidade, a Defensoria Pública promove mutirões de atendimento, como forma de divulgar e facilitar o processo de adoção.

Acompanhe mais notícias da Rede ANC através do Instagram, Spotify ou da Rádio ANC.

WhatsApp
Facebook
Twitter
Telegram
Imprimir