A Notícia do Ceará
PUBLICIDADE

Festival Internacional de Circo do Ceará fará circuito no mês de férias

Em julho, o interior do Ceará será palco da 10ª edição do Festival Internacional de Circo do Ceará – FICC. Neste ano, o evento contará com dois circuitos: o primeiro durante as férias de julho e o segundo entre outubro e novembro. Cada circuito levará espetáculos a cinco cidades diferentes, com apresentações de artistas locais, nacionais e internacionais.

O primeiro circuito, entre 6 de julho e 9 de agosto, será o Circuito Leste, passando por Jaguaribe (06 e 07/07), Quixeré (09/07), Aquiraz (20/07), Canoa Quebrada, em Aracati (26 e 27/07), e Jijoca de Jericoacoara (09/08). A programação é totalmente gratuita e pode ser acessada no site.

Em Jaguaribe, a Praça Senador Fernandes Távora receberá nove apresentações a partir das 19h. Entre os destaques estão “Laborioso Contato: Um palhaço anuncia o fim do mundo”, da Trupe Motim de Teatro (Quixeré-CE), e “A Explosão”, da Palhaça Bombinha (Rio de Janeiro).

No dia 9 de julho, o FICC chega a Quixeré, com apresentações na Praça da Igreja Matriz a partir das 19h. O público poderá conferir espetáculos como “Toinho e as gigantes criaturas”, da Cia Carcará (Quixeré-CE), e “Ch@furdo”, da Dona Zefinha (Itapipoca-CE).

 Festival Internacional de Circo do Ceará fará circuito no mês de férias
Foto: Luiz Alves

Aquiraz recebe o festival no dia 20 de julho, com programação na Praça da Cultura a partir das 18h. Serão seis espetáculos, incluindo “A RIsita”, do Coletivo FusCirco (Fortaleza-CE), e “Cilindros e Madeiras”, de Cristian Gallego (Colômbia).

Em Aracati, o FICC aporta na praia de Canoa Quebrada, nos dias 26 e 27 de julho, com 11 apresentações no Circo Escola Canoa Criança. Entre os destaques estão “Do tédio aos malabares”, de Lucas Malabarista (Maranhão), e “Força Capilar”, de Samara Brasil (Fortaleza-CE). O festival segue para Jijoca de Jericoacoara, encerrando a primeira etapa no Circo Social Alchymist, com a Companhia Laguz Circo e Teatro (Brasil/Argentina).

Segundo a diretora do festival, Giza Diógenes, é importante manter a celebração das tradições artísticas. “Enquanto comemoramos o décimo aniversário, nossos corações se enchem de gratidão e expectativa. Essa celebração é uma oportunidade de honrar o passado e, ao mesmo tempo, olhar para o futuro com entusiasmo renovado. A magia do circo continuará a brilhar, inspirando novas gerações de artistas e público a explorar os limites da imaginação e a abraçar o espírito audacioso que reside em cada um de nós”, comentou.

A segunda etapa do FICC ocorrerá entre outubro e novembro, passando por Fortaleza, São Gonçalo do Amarante, Paracuru, Itapipoca e Sobral. No total, a 10ª edição contará com 30 dias de programação, mais de 100 horas de atividades e mais de 100 apresentações de 68 grupos, envolvendo mais de 100 artistas de vários estados e países.

Acompanhe mais notícias da Rede ANC através do Instagram, Spotify ou da Rádio ANC.

 

WhatsApp
Facebook
Twitter
Telegram
Imprimir