PUBLICIDADE

Disputa de empresas por postes e excesso de fios prejudicam a instalação do 5G

Foto: Reprodução

A instalação da rede 5G em Fortaleza e demais capitais brasileiras deve ser prejudicada em decorrência do excesso de fios nos postes. Com previsão para começar a funcionar até o dia 31 de julho, a nova modalidade de telefonia móvel já enfrenta dificuldades para ser implementada.

A estimativa é que cerca de 60 cabos de 40 empresas de energia e comunicação estejam disputando espaço num poste que só pode receber até seis pontos de ancoragem. Diante desse cenário, uma consulta pública foi realizada e mais de 574 resoluções foram desenvolvidas e encaminhadas para que a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e a Anatel analisem em até seis meses.

Com a chegada do 5G, a tendência é que haja mais concorrência no setor e, consequentemente, mais cabos precisem ser instalados para a passagem da fibra óptica. Segundo o superintendente de Competição da Anatel, José Bastos, a agência está se articulando para solucionar o problema.

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no print
Imprimir