A Notícia do Ceará
PUBLICIDADE

Operação investiga suposto superfaturamento de contratos em Canindé

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) deflagrou na manhã desta quinta-feira (11/07) a Operação “Puritas Publica”, em Canindé. A ação visa apurar um possível superfaturamento em contratos de serviços de limpeza pública no município. Ao todo, foram executados 12 mandados de busca e apreensão em Canindé e Fortaleza, tendo como alvos a prefeita Rozário Ximenes (DEM), o secretário de Obras e Infraestrutura, servidores municipais, além de empresários locais.

As buscas foram autorizadas pelo Tribunal de Justiça do Ceará a pedido da Procuradoria de Justiça dos Crimes contra a Administração Pública (Procap). Os mandados foram cumpridos nas residências dos investigados e nas sedes da Prefeitura e das empresas supostamente envolvidas no esquema.

Operação investiga suposto superfaturamento em contratos em Canindé
Foto: Divulgação / Ministério Público do Ceará

Durante a operação, foram apreendidos valores em dinheiro na casa da prefeita, na residência do secretário de Obras e Infraestrutura e em uma das empresas investigadas. Além disso, foram recolhidos aparelhos celulares, computadores e documentos relativos aos contratos sob investigação.

Dessa forma, os envolvidos poderão ser indiciados por crimes como peculato, falsidade material e ideológica, entre outros. A investigação começou em 2023 após a Procap receber denúncias de que a Prefeitura de Canindé estava pagando às empresas responsáveis pela limpeza pública valores superiores aos praticados no mercado, indicando um possível superfaturamento dos contratos. Além do aspecto financeiro, o serviço prestado estaria causando danos ambientais em áreas do município.

Acompanhe mais notícias da Rede ANC através do Instagram, Spotify ou da Rádio ANC.

WhatsApp
Facebook
Twitter
Telegram
Imprimir