A Notícia do Ceará
PUBLICIDADE

Veja os gols mais bonitos da carreira de Lionel Messi

Nesta segunda-feira (24), Lionel Messi, um dos maiores e melhores jogadores do século, está completando 37 anos. Sabendo da grandeza do jogador, a Rede ANC separou os dez gols mais bonitos do argentino durante sua carreira.

Contra o Bayern de Munique e Boateng no chão

Pelas semifinais da Liga dos Campeões 2014/2015, Messi marcou um dos gols humilhantes de sua carreira. O Barcelona enfrentava o atual campeão da competição, Bayern de Munique, e sem se intimidar contra o adversário, o time da Catalunha venceu por 3×0, no qual o argentino deixou o zagueiro alemão, Jerome Boateng, deitado no chão após um drible, e ainda marcou o gol de cobertura em cima do goleiro Manuel Neuer, um dos melhores na posição.

Gol contra a Seleção Brasileira

Antes de ser campeão da Copa do Mundo com a Seleção Argentina, Messi era muito contestado quando atuava pelo seu país. Uma das partidas que fez parte do público mudar de opinião foi um amistoso contra a Seleção Brasileira, quando os argentinos venceram por 4×3. O atacante marcou três gols, no qual o mais bonito foi aquele que confirmou a vitória, com Messi fazendo um belo drible no lateral Marcelo e com um chute de fora da área que termina no ângulo.

Contra o Real Madrid em uma semifinal de Champions

Pela Liga dos Campeões 2010/11, o Barcelona enfrentava o seu maior rival, o Real Madrid. Se esperava uma partida muito pegada, visto que era um “El Classico” pela semifinais de uma das maiores competições do mundo, porém, Messi sem tomar conhecimento dos seus adversário passou por quase metade do time madridista e fez um belíssimo gol.

“Ankara Messi”

Já no início de sua carreira, Messi marcou um dos gols mais marcantes de sua trajetória. Pelo campeonato Espanhol, em 2007, o argentino recebeu um passe no meio-campo e driblou cinco jogadores do Getafe. A partir daí, o jogador começou a ser comparado com Diego Maradona, pelo fato deste gol ser muito semelhante com o de seu compatriota contra a Inglaterra na Copa do Mundo de 1986.

O Puskas que não veio

Durante a final da Copa do Rei 2014/15, Lionel foi um dos responsáveis por ajudar o Barcelona a vencer aquela competição. O argentino colaborou marcou um gol driblando quatro jogadores do Atlético Bilbao, sendo um verdadeiro golaço. O feito fez com que ele concorresse ao Prêmio Puskas, premiação que escolhe o gol mais bonito da temporada, mas acabou perdendo para o brasileiro Wendell Lira.

A falta mais bonita

Messi é reconhecido por marcar muitos gols de falta, e aquele considerado o mais bonito nesse quesito é contra o Liverpool pela Liga dos Campeões 2018/19, quando de uma distância muito grande, o argentino consegue chutar com força, colocando um curva na bola para ela morrer no ângulo da meta defendida pelo brasileiro Alisson, considerado o melhor goleiro do mundo na época.

Chapéu no goleiro

Contra o Arsenal, da Inglaterra, pela Liga dos Campeões 2010/11, Messi recebe um belo passe de Iniesta, e com um toque de gênio consegue dar um chapéu no goleiro Almunia, cravando não só um dos gols mais belos de sua carreira, mas também dos mais marcantes.

O voo da pulga

Pela final da Liga dos Campeões 2008/09, Messi marcou um dos gols mais impressionantes de sua carreira. O argentino recebeu um cruzamento muito alto, mas com grande impulsam, o jogador de 1,70m consegue cabecear a bola para marcar o gol. O atacante sempre foi chamado de “La Pulga” pelos torcedores argentinos devido a sua altura, e desde desse dia os mesmos brincam que pulgas podem voar.

Decidindo em Copa do Mundo

Em jogo pela fase grupos da Copa do Mundo 2014, a Seleção Argentina estava tendo um jogo complicado contra o Irã, no qual estava se encaminhando para um empates sem gols. Mas no final da partida, Messi consegue acertar um belo chute de fora da área para fazer seu país vencer a partida.

500 vezes Messi

Em jogo muito pelo Campeonato Espanhol 2016/17, o Barcelona enfrentava o Real Madrid e ia empatando até 91 minutos, quando o time da Catalunha faz um lindo contra-ataque para o argentino cravar o gol e fazer a comemoração mais marcante de sua carreira, no qual mostra o número dez que carrega o seu nome. Isso aconteceu em celebração ao seu de número 500 em sua carreira.

WhatsApp
Facebook
Twitter
Telegram
Imprimir